A coordenação da candidatura de Ponta Delgada | Açores a Capital Europeia da Cultura 2027 - Azores 2027 - é da responsabilidade da Câmara Municipal de Ponta Delgada em co-promoção com o Governo Regional dos Açores, tendo sido constituída uma equipa técnica para elaborar o dossiê de candidatura, bem como para desenvolver todas as iniciativas de participação ligadas a este processo. 

Equipa técnica

António Pedro Lopes

É o director artístico da candidatura de Ponta Delgada | Açores a Capital Europeia da Cultura 2027.
Co-fundou e foi co-director artístico do Tremor, um festival de música e arte que decorre na ilha de São Miguel, desde 2014. Em 2019, co-fundou o FABRIC – um festival de artes, na cidade de Fall River, Estados Unidos, tendo assinado a sua curadoria até 2021.
Enquanto artista de dança e teatro, participou em dezenas de espectáculos em todo o país, Europa, Ásia, Austrália e Américas. Como curador e agitador cultural, dirigiu festivais e eventos artísticos em Portugal e na Europa, nos contextos da dança contemporânea, artes performativas e música, sempre movido pelo afeto, pela construção de uma comunidade, pela colaboração, pela possibilidade de experimentação e pela criação de espaço para o outro. 
É licenciado em Teatro pela Universidade de Évora e diplomado em coreografia pelo Forum Dança.

Carolina Pimentel

É produtora e gestora financeira da candidatura de Ponta Delgada | Açores a Capital Europeia da Cultura 2027. Desde 2009, é gestora cultural na Câmara Municipal de Ponta Delgada. Foi membro da direção de duas associações culturais, em Tomar e em São Miguel, e tem vindo a desenvolver trabalho comunitário.
É licenciada em Gestão Turística e Cultural pela Escola Superior de Gestão do Instituto Politécnico de Tomar. Completou os estudos especializados em Património, Museologia e Desenvolvimento pela Universidade dos Açores.

Gina Ávila Macedo

É a coordenadora de comunicação da candidatura de Ponta Delgada | Açores a Capital Europeia da Cultura 2027. Nos últimos seis anos, foi assessora de imprensa no Governo Regional dos Açores. Em 2014, foi a responsável de comunicação da CONTEXTILE – Bienal Internacional de Arte Têxtil Contemporânea (Guimarães).
Gestora de comunicação, coordenadora editorial, copywriter, produtora de conteúdos, editora de programas de rádio, locutora e assistente de produção são algumas das experiências profissionais que tem acumulado. Trabalhou, também, como jornalista em imprensa escrita, rádio e jornalismo digital, com enfoque na área cultural.
Co-organizou a Mostra Internacional de Cinema na Paisagem – Landscapes, na ilha do Faial, em 2018. Nos últimos anos, foi membro activo de duas associações culturais, nomeadamente do Teatro de Giz e do Cineclube do Faial, do qual é sócia fundadora.
É licenciada em Jornalismo e Ciências da Comunicação pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Nelson Furtado

É coordenador da gestão e do financiamento da candidatura de Ponta Delgada | Açores a Capital Europeia da Cultura 2027. É o responsável pelo centro de empreendorismo “StartUp PDL” e consultor na candidatura ao sistema de apoios Competir+. É formador em gestão/economia e desenvolve projetos de consultoria de gestão, nomeadamente no que respeita a reestruturações de empresas, qualidade, estratégia e projetos de investimentos.
É licenciado em Gestão de Empresas e mestrando em Filosofia Contemporânea.

Nuno Costa Santos

É o coordenador de participação e desenvolvimento de públicos da candidatura de Ponta Delgada | Açores a Capital Europeia da Cultura 2027. É escritor, argumentista, diretor da revista literária açoriana Grotta e do Encontro Arquipélago de Escritores e co-fundador da produtora Alga Viva. Escreveu o romance “Céu Nublado com Boas Abertas” e mantém uma coluna no Diário dos Açores sobre temas açorianos. É um dos autores de “Viagem Autonómica”, filme que, a partir de um dispositivo ficcional, resume a história da autonomia açoriana, e da série de televisão "Mal-Amanhados – Os Novos Corsários das Ilhas", que passou na RTP Açores e na RTP 1. É autor de várias peças de teatro, entre as quais “Tu de Quem És?” (em co-autoria), sobre as alegadas rivalidades entre as ilhas açorianas, e de "I Don't Belong Here", sobre o fenómeno da deportação, para o arquipélago, de cidadãos portugueses a viver nos EUA e no Canadá desde a infância. Também escreveu as peças “É Preciso Ir Ver – Uma Viagem com Jacques Brel", "Condomínio da Rua", sobre a condição de sem-abrigo, e “Mundo Distante”, sobre desemprego e família. No audiovisual, é autor de vários documentários biográficos sobre escritores portugueses, e foi, entre outras coisas, elemento da equipa de "Zapping", editor de "O Trabalho" e é co-autor do filme "Discos Perdidos", sobre o regresso aos Açores em busca dos discos de adolescência.


Sérgio Rezendes

É o coordenador executivo da candidatura de Ponta Delgada | Açores a Capital Europeia da Cultura 2027. Exerce o cargo de vereador da Cultura no município de Ponta Delgada. Entre setembro de 2010 e outubro de 2021, foi Professor de História no Colégio do Castanheiro em Ponta Delgada. Entre 2000 e 2010 foi subdiretor do Museu Militar dos Açores, tendo transitado pelo Museu Militar de Lisboa e Arquivo Histórico Militar.
Licenciado em História e Ciências Sociais (Via Ensino); Mestre em Património, Museologia e Desenvolvimento e Doutor em História Insular e Atlântica (séculos XV-XX), pela Universidade dos Açores, onde já lecionou.
A sua produção museológica e bibliográfica centraliza-se na I metade do século XX, articulando a Etnografia e a História regional com a nacional e internacional, nomeadamente durante as Guerras Mundiais e enquanto destino de degredo e prisão política. 
Foi nomeado membro da Comissão Científica e Pedagógica responsável pelas orientações curriculares e metodológicas da disciplina de “História, Geografia e Cultura dos Açores” e vogal da Comissão de Turismo Militar dos Açores. Como Presidente do Núcleo dos Açores da Liga dos Reservistas de Portugal, é representante nacional junto do DEFSEC do CIOR – NATO e Embaixador desta, junto das escolas.
Entre as várias obras publicadas, destacam-se as duas edições de "Grande Guerra nos Açores: Memória e Património Militar"; "Ponta Delgada no Centenário de todas as Mudanças"; "Receios, privações e miséria num ambiente de prevenção armada: a II Guerra Mundial nos Açores e "O Depósito de Concentrados Alemães na ilha Terceira: a História de uma reclusão forçada", para além da coordenação de outras obras como "A Grande Guerra e os Açores – da Estratégia Naval à Gripe Espanhola". Já em 2020, “Açores e Macaronésia, Terras de Degredo Político em 1930” em Questões de Identidade Insular na Macaronésia.
Em 2020 iniciou o Pós Doutoramento na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a tese “Reviralho e Pós Reviralhismo nos Açores: Deportação e Prisão na I República e Estado Novo (1913 – 1945)”. É Investigador Doutorado Integrado do Instituto de História, Territórios e Comunidades da mesma universidade.

Paulo Mendes

Foi o coordenador executivo da candidatura de Ponta Delgada | Açores a Capital Europeia da Cultura 2027 até outubro de 2021 e exerceu o cargo de vereador da Cultura no município de Ponta Delgada entre 2020 e 2021. É licenciado em Sociologia, pós-graduado em Ciências Sociais e doutorando em Sociologia.