Perguntas Frequentes

O que é uma Capital Europeia da Cultura (CEC)?

É o maior evento cultural da Europa. Durante um ano, uma cidade e o território circundante são palco de um programa cultural e artístico intenso que envolve a comunidade local e regional.

Quais são os objetivos de uma CEC?

Promover os valores europeus e entender a cultura como elemento transformador de uma cidade e da região envolvente, estimulando novas dinâmicas sociais e económicas alicerçadas nas artes, no conhecimento, na inovação e na criatividade.

Como surgiu o projeto CEC?

O projeto da Comissão Europeia, que começou por se chamar “Cidade Europeia da Cultura”, arrancou em Atenas, em 1985, como uma iniciativa intergovernamental, que partiu da então Ministra da Cultura da Grécia, Melina Mercouri.

Como funciona o processo de seleção de uma CEC?

Todos os anos, duas cidades de dois países europeus recebem o título,  atribuído quatro anos antes, após um processo de seleção conduzido por um júri internacional, composto por peritos nomeados por diferentes instituições europeias.

Que países vão acolher as capitais europeias da cultura em 2027?

Portugal e Letónia. Ponta Delgada é uma das 12 cidades portuguesas que estão na corrida. O primeiro passo é a entrega de um dossiê de candidatura, até 23 de novembro de 2021, no qual se apresenta um programa artístico para 2027.

Por que é que Ponta Delgada se está a candidatar a Capital Europeia da Cultura 2027?

Porque tem uma identidade cultural única, entre a tradição e a experiência, e esta é uma oportunidade para repensar e dinamizar os espaços culturais da cidade e da região, e fortalecer as indústrias culturais e criativas do seu território.

Por que é que o projeto se chama Azores 2027?

Azores 2027 traduz a vontade de Ponta Delgada envolver toda a região no projeto de candidatura e fortalecer a cooperação cultural entre as nove ilhas, num processo participado, envolvendo toda a comunidade açoriana dentro e fora do arquipélago. 

Que impacto o Azores 2027 terá, a longo prazo, no setor cultural da Região?

Paralelamente à candidatura a Capital Europeia da Cultura, está a ser desenvolvido um Plano Estratégico para a Cultura, que estará em linha com as orientações estratégicas da Região para o setor, e irá propor dinâmicas em rede com outros municípios dos Açores.

Quem financia a CEC?

A União Europeia, o Governo da República Portuguesa, o município promotor, entidades públicas e privadas. No caso de Ponta Delgada, dado o objectivo de envolver e beneficiar todo o arquipélago, haverá também um apoio financeiro por parte do Governo Regional dos Açores.

Em que fase do processo estamos?

Estamos na fase de pré-seleção: Um júri vai avaliar a primeira versão do dossiê de candidatura, de 60 páginas, das cidades concorrentes, e vai indicar quais as que passam à segunda fase, o que deverá acontecer em fevereiro de 2022.

Quando se conhece o resultado final?

Para a segunda fase do processo, o júri vai solicitar informações mais detalhadas sobre o projeto de cada cidade. Assim, as cidades candidatas selecionadas elaboram o dossiê final, com cerca de 100 páginas, para ser avaliado pelo júri, que elabora um relatório e elege uma das cidades candidatas para receber o título de Capital Europeia da Cultura. A decisão final deve acontecer no início de 2023.