news

'Mão em Mão' recebeu 53 candidaturas dos Açores, Portugal continental e estrangeiro

O Azores 2027, em parceria com a CRESAÇOR – Cooperativa Regional de Economia Solidária, lançou o programa-piloto “Mão em Mão”, cuja convocatória decorreu até  31 de julho, e que desafiava cidadãos, grupos informais e associações de várias áreas a apresentarem propostas para pequenos projetos culturais, sociais ou educativos.

Foram submetidas 53 candidaturas de sete ilhas do Arquipélago (São Miguel, Santa Maria, Terceira, Pico, Faial, Flores e Corvo), três de Portugal continental e quatro do estrangeiro, nomeadamente da Noruega, da Bélgica e da Holanda.

Terminada esta fase de candidatura, o júri irá analisar e selecionar até nove projetos para serem apoiados e implementados até 1 de janeiro de 2022. Os resultados serão conhecidos a 23 de agosto, sendo que cada projeto terá um financiamento de 1.500 euros.

None

Os projetos deverão promover uma ou mais das seguintes linhas estratégicas: a cooperação e colaboração entre ilhas e concelhos; a aproximação entre diferentes gerações; a inclusão, a participação ativa e/ou capacitação de diferentes comunidades; a relação da cultura com o bem-estar, a natureza e sustentabilidade; novas formas de contar as narrativas dos Açores à Europa e ao Mundo.

Uma das missões do Azores 2027 é incentivar a concretização de ideias inspiradoras para as comunidades locais e é neste âmbito que surge o projeto-piloto “Mão em Mão”. Trata-se de um programa de criação e fortalecimento de comunidades, abrindo a porta para líderes, coordenadores, animadores, artistas educadores e ativistas tomarem a responsabilidade nas mãos e criarem as suas próprias iniciativas de base que promovam a descentralização, a valorização das nossas narrativas e o acesso equitativo à cultura de diferentes públicos.